Verdade Nua e Crua sobre Negócios e Dinheiro: Como pagar os outros

Kevin O’Leary é investidor, apresentador, jornalista e escritor canadense.
Tradução livre por NK Consultoria. Artigo original: Cold Hard Truth on Small Business and Money: How To Pay Others
https://www.linkedin.com/pulse/cold-hard-truth-small-businesses-money-how-pay-others-kevin-o-leary?trk=hp-feed-article-title-channel-add

Se você gerencia uma pequena empresa, você provavelmente passa boa parte do tempo pagando outras pessoas. Eu prefiro muito mais falar sobre ganhar dinheiro do que perder, mas vou fazer uma exceção para lhe dar um conselho essencial sobre como gerenciar seu fluxo de caixa.

Gestão do Fluxo de Caixa

Eu conheço vários donos de pequenas empresas que se orgulham no fato de pagar suas contas o mais cedo possível. Eles esperam que seus clientes façam isso, então porque eles fariam diferente? Isso é admirável, mas ignora uma verdade fundamental: negócio é guerra! Nas escolas de negócio você aprende o valor do dinheiro no tempo: a mesma quantia de dinheiro vale mais hoje do que em qualquer momento no futuro. Então, abrir mão do dinheiro agora, significa abrir mão de algo mais valioso do que a mesma quantia no futuro.

É claro, eu não estou sugerindo que você se torne um caloteiro e deixe sua credibilidade despencar num abismo. Mas estou dizendo que você deve evitar alguns erros graves na gestão do fluxo de caixa da sua empresa. Aqui estão alguns:

  1. De maneira geral, não pague seus credores antes da data de vencimento acordada. Você nunca sabe qual uso você poderia ter para estes valores.
  2. Há uma exceção para a regra acima: se um fornecedor oferecer um desconto para um pagamento adiantado, não rejeite a oferta imediatamente. Lembre-se do conceito do valor do dinheiro no tempo. Analise bem a oferta para saber se é interessante para você.
  3. Quando for procurar novos fornecedores não escolha de imediato a opção mais barata. Alguns fornecedores compensam um preço mais alto com uma flexibilidade no pagamento.

Você pode até pensar que nunca vai estar precisando de dinheiro. Mas eu não quero que você pense isso, porque caso esteja errado, você não vai ter um plano B.

Construindo um Plano B (ou plano de contingência)

Nenhum dono de negócio espera ter problemas de fluxo de caixa; é muito comum a falta de planejamento. Mas não tenha medo – aqui estão algumas coisas que você pode fazer para evitar e eliminar estes problemas:

  1. Quando as coisas vão muito bem – quando alcançar novos recordes de vendas ou lucratividade – vá ao banco para negociar uma linha de crédito. Você vai ter uma vantagem enorme negociando. Muitos donos de negócio vão ao banco quando já estão com problemas. E os bancos são treinados para serem avessos ao risco, então se você sabe que há algo de podre no reino da Dinamarca, eles também. E neste caso eles não tem um incentivo para ajudá-lo.
  2. Se você está com problemas, admita para você mesmo e para os outros. Isso pode ser muito difícil porque todos nós gostamos de projetar uma imagem de força e sucesso. Tenha conversas sinceras com seus clientes. Não diga a eles tudo, mas esclareça que a situação não é das melhores e pergunte se há possibilidade de adiantamento. Você pode oferecer um desconto (embora não seja interessante começar a negociação desta maneira). Se você tem quantias significantes para receber, persiga estas pessoas como se sua vida dependesse disso!
  3. Você pode ter esta postura com seus fornecedores também. Eles podem te dar um período de carência antes do seu próximo boleto/fatura. Se você é um cliente importante para seu fornecedor, você está em vantagem; eles não vão querer perder você.
  4. Se você possui quantias significantes para receber e não tem tempo, energia ou habilidade para cobrar, há a possibilidade de repassar para uma factoring, bancos, etc.

Muito donos de negócio não sabem da importância de uma boa gestão do fluxo de caixa, muito menos de como fazer. Quando invisto em um empreendedor, é uma das primeiras coisas que eu procuro. Se você seguir os princípios acima, vai estar bem posicionado para enfrentar as inevitáveis tempestades de fluxo de caixa.

 

Para mais informações sobre gestão do fluxo de caixa entre em contato com a NK Consultoria: