Como Avaliar Uma Empresa | 3 Métodos

 

Uma pesquisa de uma consultoria de São Paulo mostrou que quase 60% dos executivos brasileiros não sabem o valor da empresa nas quais atuam. Este número é ainda maior quando olhamos para as pequenas e médias empresas longe das capitais.

Multiplicar o faturamento por um número entre 5 e 10, somar o valor investido nos últimos anos, multiplicar o lucro líquido por algum fator, são alguns métodos ultrapassados e não mostram o verdadeiro potencial da empresa. Ou seja, não é uma avaliação justa. Isso precisa mudar!

A utilização de métodos não muito praticados no mercado pode levar a uma subavaliação do valor da empresa, ou seja, deixá-las abaixo do seu valor real. Além disso, é preciso saber quanto vale a companhia para o vendedor e quanto ela vale para o comprador. Sua visão da empresa pode ser muito diferente da pessoa no outro lado da negociação.

Para ajudar você a entender como são feitas as avaliações (ou Valuation, em inglês) no Brasil e no mundo, listei alguns exemplos e métodos. Vamos lá:

Método 1 – Valor Patrimonial

Este método é um dos mais simples e leva em consideração apenas os ativos que a empresa possui. Basicamente é assim:

A soma (+) dos valores dos prédios, máquinas, estoque, automóveis, caixa, menos (-) as dívidas líquidas da empresa e outras obrigações financeiras.

Observação: nas dívidas e obrigações entram no cálculo os pagamentos a fornecedores, salários e impostos.

Atenção: o maior problema nesta metodologia é que ela não leva em consideração a capacidade produtiva da empresa, ou seja, é apenas uma fotografia do que a empresa possui menos o que ela deve.

Por este método, o valor da empresa é sempre menor do que o encontrado em outras metodologias, mas pode ser útil em casos de dissoluções societárias, empresas falidas ou em dificuldades.

Método 2 – Análise por Múltiplos

Este método é mais utilizado para quem precisa fazer comparações entre empresas. É muito aplicado nos Estados Unidos, pois é preciso fazer uma comparação com empresas que tem capital aberto na Bolsa de Valores. A Bovespa possui menos de 400 empresas listadas, já a NASDAQ possui quase 4 mil empresas, logo é mais fácil comparar empresas lá fora do que no Brasil. Empresas listadas nas Bolsas de Valores têm seus dados financeiros e valor de mercado conhecidos.

O ideal é comparar empresas semelhantes, no mesmo setor, com clientes do mesmo porte ou operações similares. Basta utilizar um múltiplo para o setor (EBITDA, Retorno sobre Investimento, Margem Líquida, etc) e fazer uma comparação com sua empresa.

Por exemplo, se em determinado setor as empresas possuem seu valor de mercado equivalente a 3 vezes o seu EBITDA (em português LAJIDA - Lucro antes dos juros), é razoável utilizar este múltiplo (3) para encontrar o valor da sua empresa. Se a sua empresa tem um EBITDA de 5 e tem características semelhantes às empresas analisadas, seu valor global é 15.

O maior impasse desta metodologia é a dificuldade de encontrar empresas semelhantes, além de não levar em consideração o potencial de crescimento da empresa.

Método 3 – Fluxo de Caixa Descontado

Este é o método mais conhecido e utilizado ao redor do mundo. Ele analisa a capacidade da empresa de gerar riqueza no futuro, num horizonte mínimo de 5 anos. Mas não apenas 5 anos, é necessário levar em conta resultados no longo prazo também.

Os fatores mais importantes neste método não são as máquinas, os automóveis, terrenos ou prédios da empresa, mas sim a sua capacidade de geração de caixa. É necessário analisar a fundo a operação da empresa, pois é preciso conhecer algumas variáveis, como: carteira de clientes e seu impacto nas receitas, qualidade da gestão e processos internos, distribuição, entre outros fatores que serão determinantes no risco do negócio.

Após conhecer a realidade da empresa, o crescimento é projetado, levando em consideração necessidades de investimento, capital de giro e ambiente interno e externo da companhia.

Depois de realizada a projeção é necessário trazer estes valores a Valor Presente. Para tal, utiliza-se uma taxa de desconto que varia para cada empresa e de país para país.

Há uma boa dose de matemática envolvida neste método, mas o resultado é o mais justo, seja para o comprador ou vendedor da empresa. Aqui na NK Consultoria, entregamos ao nosso cliente um intervalo de valor o qual pode ser útil em negociações de participações de sociedade.

Ficou interessado? Caso você queira conhecer mais sobre Avaliações de Empresas, entre em contato conosco para uma visita para tirarmos suas dúvidas.