4 Passos para Reduzir Custos

Quando uma empresa não vai bem, a maioria dos empresários logo pensa: “preciso aumentar minhas vendas” ou “preciso alterar meus preços”. No entanto, em tempos de crise/retração do mercado e baixa do poder aquisitivo dos consumidores, nenhuma das opções passa a ser realmente viável.

Desta forma, ao invés de imediatamente olhar para fora e tirar as conclusões acima, que tal fazer o caminho inverso e tentar achar uma solução internamente? Para isso listamos quatro passos para que você consiga passar pelo período de crise com um pouco mais de tranquilidade:

1. Conheça seus custos:

Você sabe quanto é seu custo fixo? Conhece o custo real de sua mercadoria? Leva em consideração os outros custos variáveis? Conhece o tamanho de sua folha de pagamento (com provisionamentos e impostos)? Essas são informações importantes que você precisa levantar. 

Desta forma, a primeira ação é conhecer bem a estrutura de custos da sua empresa. Saber QUANTO se gasta realmente com cada item do seu plano de contas te dará o controle da empresa, possibilitando que outros passos sejam aplicados.

2. Analise seus custos:

Você sabe porque paga todas as taxas que são debitadas da sua conta? Todas elas foram realmente contratadas? Já pensou em pedir orçamento para outros fornecedores para comparar o preço? Você já observou se não há nenhuma “torneira aberta” na sua empresa?

Analisar é compreender o PORQUE está gastando. Analisar seus custos mensalmente te mostrará quais estão subindo muito, quais podem ser evitados e principalmente quais podem ser reduzidos.

A melhor forma de fazer isso é:

  • Comparar os gastos com cada item de um mês para o outro;
tabela 01.png

Neste caso, por exemplo, a Luz subiu 140% de Janeiro para Fevereiro e a Água caiu 52% neste mesmo período. É preciso entender o porquê de todas essas variações para seguir para o próximo passo da redução de custos.

  • Ver quanto cada gasto representa do total;

Desta forma, o Aluguel representa 93% de todas as contas, a Luz 3% e a Água 4%.

3. Planeje a redução:

Tomando por base as duas análises simplistas acima, teríamos base para planejar as reduções nos custos. No exemplo teríamos as seguintes opções:

  • Tentar controlar para que a Luz/Energia volte ao seu padrão, uma vez que a diferença de um mês para o outro foi muito alta;
  • Buscar manter a água neste novo patamar de custos;
  • Averiguar se não é possível reduzir o aluguel (seja mudando, ou negociando) – caso isso não lhe traga prejuízos para o negócio.

Para atingir esses objetivos é preciso planejar: primeiro saber quanto reduzir (de preferência que seja uma porcentagem, p.ex., reduzir 50% da luz no próximo mês) e depois averiguar como (vou colocar bilhetes para desligarem a luz, vou trocar por lâmpadas de led, atualizar equipamento antigos, etc.).

Com essas atitudes quantificadas e listadas é certo que sua redução de custos irá ocorrer.

Nem sempre é simples e confortável fazer uma redução de custos, colaboradores ou fornecedores, nem sempre estarão dispostos à mudança. E é seu papel como gestor/ou dono de negócio explicar os benefícios desta mudança: manutenção de empregos, perpetuidade da empresa, garantias de compras futuras com fornecedores, entre outras.

4. Acompanhe o planejamento:

Não basta apenas planejar é preciso executar e principalmente acompanhar a mudança. O esforço terá sido em vão caso 6 meses após a redução de custos a empresa volte a patamares de gastos elevados.

Esse acompanhamento poderá ser semanal ou trimestral a depender do fluxo de atividades da empresa. Utilize algum software próprio, planilha excel ou até anote do caderno. O mais importante é não perder os dados pra conseguir acompanhar a evolução nos cortes de custos e principalmente sua manutenção com o passar do tempo.

Cortes excessivos nos custos da empresa também pode ser prejudicial, por isso é preciso fazer uma gestão de custos planejada. Certamente, no curto prazo as reduções terão efeito e a empresa conseguirá superar este período de crise, além de estar bem mais preparada para o crescimento.

Caso queira saber mais sobre gestão estratégica de custos para sua empresa, entre em contato pelo contato@nkconsultoria.com