NK Consultoria
Consultoria Econômico-Financeira

Blog

Assine e receba novidades no seu email.

Quanto vale a sua empresa?

Analisar o potencial do seu negócio e dimensionar o quanto isso vale é essencial, seja para vender uma participação a um investidor, angariar novo sócio ou adquirir uma nova empresa. A Avaliação de Empresa (Valuation) é um tema que ainda gera dúvidas, mas basicamente consiste em demonstrar quanto vale o seu negócio além de ser utilizado também para uma gestão estratégica. 

Existem inúmeros métodos para descobrir o valor justo de um negócio, porém, três são mais utilizados. Um deles é o método patrimonial. Normalmente utilizado para avaliar empresas ou indústrias que já estão fechadas, possuem bens, um parque fabril valioso, mas, não geram receita ou estão com dívidas. Neste caso, analisa-se o patrimônio e vende pelo seu valor de liquidação, por exemplo.

Outro método utilizado é o de múltiplos, em que se leva em consideração o cenário de empresas com características muito semelhantes. Então, de maneira resumida, se uma empresa, do mesmo setor e com características parecidas, que fatura R$4 milhões por ano foi vendida por R$8 milhões, quer dizer que foi utilizado múltiplos de dois sobre seu faturamento. Então, utiliza-se esse mesmo múltiplo para a empresa que está sendo avaliada, isto é, se fatura R$1 milhão por ano o valor dessa empresa passará a ser de R$ 2 milhões. 

A dificuldade do método consiste em encontrar empresas parecidas. No Brasil, a Bovespa tem cerca de 400 empresas com informações abertas, porém são empresas muito grandes, com nível de governança corporativa que dificultam as comparações. Sendo assim, o método de múltiplos é importante apenas como parâmetro de análise, ou seja, se essa empresa está cara ou barata em relação à um grupo de empresas. 

O terceiro método é o mais comum, o fluxo de caixa descontado, em que é observado o potencial de uma empresa para gerar resultados para os sócios. É realizada uma análise bem completa do negócio, com atenção ao histórico da empresa e, com base nele, é feita a projeção de resultados futuros. Esses resultados são trazidos a valor presente por uma taxa que reflita o risco associado ao negócio.

Esses métodos não são utilizados sozinhos. Um complementa o outro e são utilizados como estratégias de negociação. O relatório com os métodos de avaliação servirá de argumento para negociar, seja com seu sócio ou novos investidores. Você até pode estipular um valor e vender a sua empresa, mas sem uma avaliação, você não vai saber se foi um bom negócio. Não existe receita pronta. Tem que analisar onde a empresa está inserida, como é a gestão desse negócio e como isso vai influenciar no crescimento.

Gostou do tema e quer saber mais detalhes?

Ouça o Nkast #02, um bate-papo com Hanor Santos e Nicholas Kantor sobre Avaliação de Empresas: